Eduardo Braga, Omar Aziz e Silas Câmara são os parlamentares do AM que mais gastaram do Cotão Parlamentar

A verba é destinada a pagar as despesas do exercício do mandato.

Portal Soberano

O senador Eduardo Braga (MDB-AM), o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, Omar Aziz, e o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) foram os parlamentares do Amazonas que mais usaram do Cotão Parlamentar nos primeiros seis meses de 2021.

Continua depois da Publicidade

No primeiro semestre deste ano foram desembolsados, de janeiro a julho deste ano, R$ 2.115.225,27 para bancar os gastos da bancada federal do Amazonas com combustível, correspondência, gráfica, mídia, passagens, telefone e verbas indenizatórias.

De acordo com Portal da Transparência, entre os senadores, Omar Aziz (PSD) é o mais gastão. Sua atuação parlamentar custou R$ 227.424,54 nos sete primeiros meses aos cofres públicos. Desse montante, R$ 150 mil foram gastos com mídia, sobretudo a partir de abril, quando tiveram início os trabalhos da CPI da Covid, da qual é presidente.

Entre abril e junho, Omar gastou R$ 40 mil com publicidade e em julho R$ 30 mil. Entre as empresas que ajudaram o senador a ganhar visibilidade na mídia nacional e nas redes sociais está a Caravelas Consultoria e Comunicação LTDA, do ex-marido da jornalista da Globo Vera Magalhães, que assim como o presidente da CPI, adora criticar Jair Bolsonaro.

Continua depois da Publicidade

O Portal da Transparência do Senado também mostra que Eduardo Braga gastou R$ 208.883,01, sendo R$ R$ 175 mil com contratação de serviços de apoio ao parlamentar e Plínio Valério (PSDB) foi o mais econômico, já que utilizou somente R$ 130.712,58

Na bancada da Câmara, o deputado Silas Câmara e o vice-presidente da Casa, deputado Marcelo Ramos (PL), foram os mais “mão aberta” nesses seis primeiros meses de 2021.

Continua depois da Publicidade

Silas gastou R$ 284.467,82 liderando o ranking. Pesa contra ele, também, o fato de ter sido o segundo mais faltoso do Amazonas, com 27 ausências não justificadas. Ramos gastou R$ 254.253,48; seguido de Capitão Alberto Neto (Republicanos) com R$ 225.918,57 gastos. Na sequência vem José Ricardo (PT) com R$ 215.204,87; Sidney Leite (PSD) que desembolsou R$ 201.555,61; Átila Lins (PP) R$ 140.805,20; Bosco Saraiva (SDD) R$ 140.451,41.

*Com informações do Portal AM Post

Continua depois da Publicidade