Organizadores de show com Menos é Mais vendem ingressos a mais e geram superlotação de pessoas na concentração do Sambódromo de Manaus

Ao que tudo indica a quantidade de ingressos vendidos foi além do que a capacidade do local comporta.

Portal Soberano

Uma superlotação de pessoas foi registrada na noite desta segunda-feira (15/11), feriado da Proclamação da República, no evento ‘Do Nada Um Pagode’ com a participação do grupo Menos é Mais na concentração do Sambódromo de Manaus. Ao que tudo indica a quantidade de ingressos vendidos foi além do que a capacidade do local comporta.

Continua depois da Publicidade

De última hora hora o cantor Uendel Pinheiro, que é produtor do evento e sócio da empresa NPS Entretenimento, anunciou nas redes sociais que a festa não seria mais realizada no Podium da Arena da Amazônia e sim na concentração do Sambódromo, espaço que não comporta 8 mil pessoas. Conforme imagens que circulam nas redes sociais o evento parece ter o triplo de pessoas.

“O motivo é simples, maior capacidade de público. Infelizmente, no Podium da Arena, ficaríamos limitados a um número menor de pagodeiros [fãs]. Indo para a concentração do Sambódromo conseguimos dar mais conforto ao público que vai pagodear com a gente”, ressaltou sambista nas redes sociais.

Segundo o decreto estadual N° 44.669, de 13 de outubro de 2021, está autorizada a realização de eventos com público inferior a 5 mil pessoas e limitado a 50% (cinquenta por cento) da capacidade de público do local, com apresentação de comprovante do esquema de imunização completo e que eventos com público acima de 5 mil pessoas deverão submeter o Plano de Trabalho do Evento à avaliação e aprovação prévia do Comitê Intersetorial de Combate e Enfretamento ao COVID-19.

Continua depois da Publicidade

De acordo com vídeos que circulam nas redes sociais na portaria do evento uma enorme fila se formou de pessoas aglomeradas para entrar na festa, enquanto que lá dentro já estava abarrotado. As medidas de proteção a Covid-19, como uso de máscara e distanciamento, também foram ignoradas.