Governo do Amazonas publica nomeação de mais 13 candidatos aprovados no concurso público da Adaf

Nova convocação visa preencher vagas deixadas por candidatos que não tomaram posse no prazo legal.

Portal Soberano

O Governo do Amazonas publicou, na edição de 23 de setembro do Diário Oficial do Estado (DOE), a nomeação de mais 13 candidatos aprovados no primeiro concurso público da Agência de Defesa Agropecuária do Amazonas (Adaf), realizado em 2018. A chamada para as 208 vagas previstas no edital foi concluída em dezembro do ano passado, e a nova convocação visa ao preenchimento dos cargos deixados por candidatos que não tomaram posse no prazo legal nas chamadas anteriores.

Continua depois da Publicidade

A nomeação inclui candidatos de ampla concorrência e pessoas com deficiência. Estão sendo chamados aprovados nos cargos de Assistente Técnico, Motorista, Motorista Fluvial, Técnico de Fiscalização Agropecuária, Engenheiro Agrônomo, Fiscal Agropecuário Engenheiro Florestal e Médico Veterinário. Os nomeados receberão uma notificação pessoal da agência para entregar os documentos exigidos e tomar posse.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, destaca que a nomeação dos aprovados para o preenchimento total das vagas vai fortalecer as ações de defesa do patrimônio animal e vegetal do estado. “Com isso, vamos contribuir para a valorização dos produtos regionais, para o fortalecimento econômico do estado e para a manutenção da saúde pública”, afirma.

O primeiro concurso da Adaf ofertou 208 vagas e teve o resultado homologado no dia 29 de maio de 2019. Em razão das limitações impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a nomeação dos aprovados somente foi possível mediante assinatura de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) entre o Governo do Amazonas, Procuradoria Geral do Estado (PGE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público de Contas.

Continua depois da Publicidade

A primeira chamada de aprovados foi realizada em março de 2020. Em novembro, a Adaf nomeou 20 candidatos para vagas remanescentes da primeira convocação e, em dezembro, concluiu o chamamento para todas as vagas previstas no edital. Agora, o Governo do Estado publica nova nomeação, para substituição dos candidatos que não tomaram posse no prazo determinado.

*Com informações da assessoria de imprensa

Continua depois da Publicidade