Wilson Lima destaca a importância dos investimentos da iniciativa privada no desenvolvimento sustentável

Declaração foi dada durante Mesa Redonda Governadores e Representantes do Setor Privado Conecta Sebrae.

Portal Soberano

Nesta quarta-feira (15/09), durante a Mesa Redonda Governadores e Representantes do Setor Privado Conecta Sebare, o governador Wilson Lima destacou a importância dos investimentos da iniciativa privada no desenvolvimento sustentável e ressaltou que a redução do desmatamento e das emissões de carbono precisam resultar na diminuição da quantidade de indígenas, ribeirinhos e agricultor que vivem abaixo da linha da pobreza.

Continua depois da Publicidade

A mesa redonda aconteceu durante reunião virtual do Consórcio Interestadual Amazônia Legal e teve como objetivo debater o papel das empresas e do setor público no Plano de Recuperação Verde (PRV) da Amazônia Legal.

O PRV apresenta uma estratégia para uma economia compatível com o combate às desigualdades e com a promoção da geração de emprego e renda e do crescimento econômico sustentável da região. Trata-se de um plano de desenvolvimento regional, que contempla 12 programas, entre eles o freio ao desmatamento ilegal.

“O Sebrae tem um papel fundamental nesse processo para que a gente possa construir essas políticas de desenvolvimento sustentável, aproveitando todo o potencial que a gente tem para que ele possa ser revertido em forma de benefício para a população, de forma prática na geração de emprego e renda. Mas é importante que essas atividades desenvolvidas possam ser de forma a não agredir o meio ambiente”, disse o governador.

Continua depois da Publicidade

Wilson Lima reforçou a importância de uma ação global e inovadora para incluir indicadores que garantam que para cada árvore em pé, para cada carbono que deixar de ser emitido, um indígena, um ribeirinho, um agricultor também deixe a linha da pobreza.

“Daí a necessidade da gente avançar em algumas políticas que são importantes como a regularização fundiária, zoneamento econômico e ecológico, mas sobretudo a transferência de tecnologia e o comprometimento de empresas investirem no estado do Amazonas para que, não só no Amazonas, mas na Amazônia como um todo, para a produção em larga escala agregando valor, porque isso significa a geração de riqueza. Significa mais emprego para a nossa população”, ressaltou.

Continua depois da Publicidade

Além de gestores do poder público que fazem parte dos governos estaduais, o encontro contou com a participação do Fundo JBS pela Amazônia, Natura, Ambev, Ciclo Cairu e BYD Brasil.

* Com informações da assessoria de imprensa

Continua depois da Publicidade