O Skate em Manaus

Em Manaus é possível comprar um bom skate à partir de R$ 370,00.

Ewerton Almeida – Portal Soberano

A história deste esporte em Manaus tem início com jovens dos anos 70, de onde surgem alguns registros da época. O primeiro modelo que chegou por aqui foi o já saudoso Hang Ten. Os praticantes se reuniam no Centro da cidade, no entorno do Teatro Amazonas, e despertavam a curiosidade dos transeuntes locais. Para os mais conservadores eram marginais, mas para quem já enxergava de forma mais sóbria era o “surf de asfalto” praticado apenas pelos meninos da época.

Continua depois da Publicidade

As manobras eram bem amadoras (mesmo pra época) onde a movimentação mais ousada eram as batidas rápidas e 360. Alguns mais prodígios deixavam a prancha parada e corriam pra saltar sobre ela e sair já com velocidade. As pequenas rampas começaram a aparecer no início dos anos 80 e para se ter uma ideia não se tinha tênis apropriado para a prática do skate e para que não se deslizasse na prancha, usavam folhas de lixa pregadas com cola de contato (cola de sapateiro) tudo muito artesanal.

Um evento intitulado “Feras do Skate” promovido pela Rádio Cidade FM e capitaneado pelo radialista Cid Soares marcou um novo momento apresentando o que talvez possamos chamar de a 1ª geração de skatistas de Manaus com manobras diferentes e com um modelo de skate hoje chamado de Tubarão pelo formato assemelhado a um peixe grande.

“Esse foi o primeiro evento de skate que reuniu a galera dos anos 80, rock e skate foram as combinações perfeitas para o sucesso de um campeonato realizado em 1987, montamos um half pipe gigante em plena Avenida Djalma Batista. Foi algo inédito!” – Afirma Cid.

Continua depois da Publicidade

Os anos 90 vieram cheio de novidade, trazendo também uma crise econômica, que afetou a indústria do skate brasileiro, mas a resistência dos skatistas venceu. Como era de se esperar, os manauaras também fizeram a sua parte realizando campeonatos apoiados pelas lojas da época, como a Framperi e a Skate House. Nesse momento mais uma transformação aconteceu e um novo modelo de skate se estabeleceu e perdura até hoje, trata-se do formato Double Deck também apelidado de Band Aid.

Já em 2002, aconteceu a inauguração da Pista da Ponta Negra, a primeira e mais tradicional da cidade e principal referência da população quando o assunto é skate. Chegou a sediar em 2003 e 2013, etapas do Campeonato Brasileiro de Street.

Continua depois da Publicidade

A Praça do Congresso, no Centro da cidade, foi durante muitos anos o palco do skate em Manaus. Após uma restauração feita pelo Governo do Amazonas, em 2012, no molde histórico Belle Époque, findou com o ponto referencial ficando somente as boas lembranças.

O tempo passou e o Skate Olímpico chegou e popularizou ainda mais o esporte no Brasil. O senso comum brasileiro descobriu que o brasileiro é bom de skate. Com as medalhas de prata de Rayssa Leal, Kelvin Hofler e Pedro Barros muitos jovens começaram a praticar skate. Uma legião de novos praticantes e outros, antigos, que estavam parados e desmotivados, voltaram nas lojas deram um up grade nos seus carrinhos e alavancaram a economia da indústria do skate.

Continua depois da Publicidade

E para quem quer adquirir um skate, vale ressaltar que a melhor opção é sempre uma loja especializada no assunto. Em Manaus é possível comprar um bom skate à partir de R$ 370,00. Segundo o skatista Vitão, funcionário da Marreco Skate Shop, a procura pelo produto aumentou em 60% e as Olimpíadas de Tóquio salvaram o ano do setor que vinha amargando perdas com a pandemia de Covid-19 desde 2020.

“Estamos muito felizes com esse momento, ter o skate reconhecido como esporte pela população trouxe apoio moral e motivacional para os praticantes. Esperamos que nos próximos jogos olímpicos, nas Olimpíadas de Paris em 2024, tenhamos atletas de Manaus.”
Atualmente em Manaus temos alguns lugares públicos dedicados ao skate, são eles:

1) Pista da Ponta Negra, na Zona Oeste, no calçadão da praia;

2) Pista do Morro da Liberdade. Um projeto dos skatistas do bairro que foi incluído no PROSAMIM do Igarapé do 40, inaugurada em 2008;

3) Pista do Formigueiro. É a primeira da Zona Leste, localizada no Parque da Juventude, no bairro São José 1, próximo ao T5, inaugurada em 2016.

4) Pista do Passeio do Mindú. Uma quadra poliesportiva sub utilizada onde os skatistas locais do Parque 10 se reuniram e construíram obstáculos de madeira. Assim o local foi aumentando a quantidade de frequentadores. Anos depois, uma parceria da Prefeitura e da Lewis construíram obstáculos de concreto e oficializaram o espaço como pista de skate em 2017.

5) Pista do Boca. A mais nova e moderna pista de Manaus. Inaugurada em dezembro de 2020, no Parque dos Bilhares, em homenagem ao skatista amazonense Ulysses Boca, vítima de COVID – 19.

Agora que você já sabe disso tudo, é só pegar seu skate, juntar os amigos e se divertir.