Wilson Lima lança ‘+Cultura’ com investimento inicial de mais de R$ 8 milhões para fomentar o setor

Novos editais beneficiam diretamente quase três mil trabalhadores da cultura.

Portal Soberano

O governador Wilson Lima lançou, nesta sexta-feira (27/08), o programa +Cultura, um pacote de ações voltadas à cultura e à economia criativa. Os investimentos iniciais somam mais de R$ 8 milhões em três editais para fomentar atividades do setor. As ações incluem programações culturais inéditas e novas vagas para Corpos Artísticos do Estado e para o Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

Continua depois da Publicidade

“São 2.800 trabalhadores da cultura que estão sendo beneficiados e aos poucos a gente está voltando às nossas atividades culturais, que nós entendemos a importância delas e também o que ela gera em termos de economia e o quanto as famílias dependem dessas atividades” destacou Wilson Lima, durante solenidade de lançamento no palco do Teatro Amazonas.

“Nós vamos continuar trabalhando para que a gente possa voltar com a maior brevidade possível às nossas atividades de forma integral, que o artista possa estar no palco, que ele possa estar fazendo o que lhe dá prazer, mas acima de tudo realizando uma atividade que possa também garantir o sustento de sua família”, acrescentou o governador.

O +Cultura é coordenado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e inclui o lançamento de uma programação especial pelos 125 anos do Teatro Amazonas e do Festival de Circo. Já estão disponíveis para consulta pública os três novos editais do programa: Amazonas Criativo, Equipa Cultura e Amazonas Cultura em Rede.

Continua depois da Publicidade

“A gente abre hoje para a consulta pública, com prazo legal que leva em torno de 45 a 50 dias, entre a parte de consulta pública e inscrição do edital. Estamos programando para pagar por volta de novembro. São recursos que certamente beneficiarão toda a classe artística até abril, maio do ano que vem”, detalhou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

Os deputados estaduais Tony Medeiros e Therezinha Ruiz acompanharam o lançamento do programa. “Quero aqui homenagear todos os artistas e agradecer, governador, pelo esforço que tem feito. Eu tenho acompanhado de perto e tenho visto esse olhar diferenciado. Que esse seja um novo momento para o nosso estado, para a arte e para o nosso artista. Viva a arte! Viva a cultura do nosso estado!”, afirmou Tony Medeiros.

Continua depois da Publicidade

Prêmio Amazonas Criativo – O edital vai disponibilizar R$ 6 milhões para premiação de projetos, na capital e no interior, em áres como produção artística, mostras e exposições, shows e espetáculos, formação livre e criativa, memória e pesquisa cultural.

Prêmio Equipa Cultura – O edital vai disponibilizar R$ 1 milhão para premiação de aquisição de bens patrimoniais permanentes relacionados à cultura e economia criativa.

Continua depois da Publicidade

Amazonas Cultura em Rede – Com o valor total de R$ 1.200.000, o edital vai premiar 12 projetos, no valor de R$ 100 mil, com atividades como encontros, mostras, festivais e circulação de apresentações artísticas, com acesso gratuito.

Podem participar propostas de articulação em rede que compreendam o universo das Artes Visuais, das Artes Cênicas (Circo, Dança e Teatro), do Audiovisual, da Música, da Literatura, da Cultura Afro-Brasileira, da Cultura Hip Hop, da Cultura Popular, do Folclore, da Cultura Indígena, das Artes Integradas e da Economia Criativa (Design, Moda, Patrimônio Cultural Material, Cultura Digital e Área Técnica).

Inscrições – As inscrições são gratuitas e on-line por meio do Portal da Cultura (cultura.am.gov.br). Podem participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, e jurídicas, com Cadastro Estadual de Cultura do Amazonas aprovado.

Os editais já estão disponíveis para consulta pública no Portal da Cultura e as sugestões devem ser enviadas até 2 de setembro para o e-mail: asplan@cultura.am.gov.br.

Oportunidade – Os processos seletivos para os Corpos Artísticos e Liceu Cláudio Santoro serão realizados por meio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). Os dois processos têm cadastros de reserva e os editais estarão abertos à Consulta Pública no site da AADC (www.agenciacultural.org.br), a partir de 30 de agosto.

No certame para os Corpos Artísticos do Estado, são 30 vagas para músicos, bailarinos, instrutores e profissionais da área administrativa. As vagas são para a Amazonas Filarmônica, Amazonas Band, Coral do Amazonas, Orquestra de Violões do Amazonas, Corpo de Dança do Amazonas e Balé Folclórico do Amazonas.

Magda Carvalho é assistente de direção do Balé Folclórico do Amazonas. Ela entrou por meio de um edital em 2002. “Passei por uma audição, passei por um processo seletivo, estou há anos dentro da companhia. Hoje ocupo a função de assistente de direção e com certeza os corpos artísticos em geral são uma oportunidade para todos os profissionais, tanto aqueles que estão no Liceu começando a carreira de bailarino, músico, ator quanto para aqueles que trabalham de maneira independente”, declarou.

Já o processo seletivo para o Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro conta com mais de 50 vagas, em diversas áreas, para as unidades de Manaus, Parintins e Envira. São vagas para cinegrafista, intérprete de Libras, técnico de sonorização, produtor cultural, preparador vocal, instrutor de dança, teatro, música e artes visuais, entre outros.

Teatro Amazonas – A programação dos 125 anos do Teatro Amazonas é outra iniciativa do +Cultura, que inclui recuperação e manutenção preventiva da cúpula do local. Serão lançados novo site e uma revista temática do teatro, em outubro. Em novembro, está programada uma mostra de filmes e documentários. Uma visita performática, que torna o público ativo nas comemorações, vai fechar a programação, no dia 31 de dezembro.

Arte circense – Pela primeira vez, o Governo do Amazonas promoverá um festival voltado para a arte circense, em outubro nos espaços culturais do Estado. O Festival Amazonas de Circo vai difundir essa arte em suas diversas linguagens: palhaçaria, malabares, acrobacias, tecido acrobático, pirofagia, trapézio, adaggio, patinação, monociclos, ventriloquia, faquirismo, telepatia, ilusionismo, equilibrismo, apresentação teatral, balé aéreo e musicômicos.

Outras ações – O Governo do Amazonas já entregou 1.373 cartões do Auxílio Estadual aos trabalhadores da cultura e economia criativa. O benefício é de R$ 600, dividido em três parcelas. Das 38 cidades do Amazonas com artistas aprovados para receber o Auxílio Estadual, já foram entregues em 21 municípios do interior e na capital, onde 587 profissionais foram contemplados.

O Governo do Estado também lançou, em maio, três editais para estimular a geração de renda para trabalhadores do setor, impactados economicamente pela pandemia da Covid-19. Os editais foram para aquisição de obras de arte e de acervo bibliográfico de escritores amazonenses; e para produção de conteúdo virtual em diversas linguagens artísticas.

*Com informações da assessoria de imprensa