Wilson Lima lança ‘Educa+Amazonas’, com investimento de R$ 400 milhões em educação nos 62 municípios do estado

Programa vai contemplar redes estadual e municipais de ensino.

Portal Soberano

O governador Wilson Lima lançou, nesta sexta-feira (23/07), o programa “Educa+Amazonas”, que reúne 13 projetos prioritários com investimento da ordem de R$ 400 milhões nas redes públicas estadual e municipais de educação. O lançamento, no Centro de Convenções Vasco Vasques, reuniu prefeitos e secretários municipais de educação e marcou a assinatura do Pacto pelo Fortalecimento da Educação no Amazonas.

Continua depois da Publicidade

“É um momento importante para mim porque hoje o nosso governo cumpre 80% daqueles compromissos que foram assumidos no ano de 2018. O que nós estamos fazendo aqui é a pavimentação de um caminho seguro para quem está na sala de aula. Essa pessoa vai ser o cidadão de amanhã e é ele que vai tomar as decisões importantes”, frisou o governador.

Durante o lançamento do programa, ao lado do titular da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Luís Fabian Barbosa, o governador assinou atos para implantação dos 13 projetos do programa, entre os quais o projeto de lei que encaminhará para Assembleia Legislativa do Estado propondo o 14° e 15° salários para os profissionais de educação.

“É o programa que vai revolucionar a educação do nosso estado, algo sem precedentes. São 13 projetos que focam na qualificação e na bonificação dos professores da educação, na recuperação da aprendizagem pós-pandemia e na preparação do nosso jovem para o seu futuro. São tantas novidades que isso de fato vai mudar os rumos da educação do nosso estado”, afirmou Fabian.

Continua depois da Publicidade

Pacto

Para formalizar as parcerias e investimento nas redes municipais de ensino, foi assinado o Pacto pelo Fortalecimento da Educação no Amazonas com as prefeituras de 62 municípios do estado. O total de 26 prefeitos compareceram à cerimônia, os demais enviaram representantes.

Continua depois da Publicidade

O programa “Educa+Amazonas” contempla quatro eixos prioritários definidos pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto. São eles: recuperação da aprendizagem; qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação; preparação do estudante para o futuro; e meio ambiente e sustentabilidade.

Prioridade para educação

Continua depois da Publicidade

O governador Wilson Lima destacou que o Estado sempre priorizou a educação, mesmo com os impactos da pandemia. Ele lembrou que, dias após o início das restrições por conta da pandemia em 2020, a rede estadual de ensino retomou as aulas por meio do Projeto “Aula em Casa”. O Amazonas foi o primeiro a retomar as aulas presenciais na primeira e segunda onda da pandemia. Agora, enquanto diversos estados ainda discutem a retomada das aulas para o segundo semestre deste ano, o Governo do Amazonas inicia o processo de recuperação de aprendizagem.

“Nós estamos trabalhando para voltar à normalidade das nossas vidas, nossos alunos ficaram muito prejudicados por conta da pandemia. Além da pandemia, nós tivemos o problema da enchente, muitos municípios ficaram totalmente submersos e sem condições de colocar em funcionamento suas escolas. Isso causa um prejuízo enorme, é um prejuízo irreparável, na vida de uma criança, na vida de um adolescente, e a gente trabalha contra o tempo para poder recuperar o que a gente perdeu”, disse o governador.

A recuperação da aprendizagem é o eixo com maior investimento: R$ 168 milhões. Contempla aulas de reforço gratuitas, fardamento, material escolar, material didático para auxiliar na aprendizagem e preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e Sistema de Avaliação Educacional do Desempenho Educacional do Amazonas (Sadeam). Os recursos estão sendo aplicados em 2021 e serão executados, também, em 2022.

Os projetos voltados à preparação do estudante para o futuro somam investimentos de R$ 98 milhões e também serão aplicados ao longo de 2021 e 2022. Para os projetos voltados ao meio ambiente e sustentabilidade, estão sendo destinados R$ 31 milhões.

O eixo voltado para a qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação prevê um investimento de R$ 107 milhões. Contempla a formação dos professores das redes públicas e desenvolvimento das políticas de valorização da rede estadual, com a retomada do 14º e 15º salários aos profissionais da educação.

Preparando para o futuro

No grupo de projetos com foco na preparação do estudante para o futuro, estão: Na Ponta da Língua, Educação Empreendedora, Fazer para Aprender, EduTech e Da Escola para o Trabalho.

Juntos, eles atuarão na formação de profissionais criativos, empreendedores, com pensamento crítico e habilidade para solucionar problemas, com conhecimento em programação e uso de tecnologia.

Meio ambiente e sustentabilidade

Os projetos Escola da Floresta e Fazenda Escola serão desenvolvidos para a criação de três unidades de ensino diferenciadas, que servirão de ambiente para formação de agentes de proteção da floresta, e o envolvimento e a aproximação dos estudantes da rede estadual às atividades do setor primário, respectivamente.

*Com informações da assessoria de imprensa