Wilson Lima lança pacote de apoio à cultura e economia criativa e auxílio para trabalhadores da cultura, turismo e esporte

Aproximadamente 13 mil pessoas deverão ser beneficiadas com o auxílio. Todas as informações e critérios para receber o auxílio estarão disponíveis no endereço eletrônico auxilio.am.gov.br.

Foto: Divulgação

 

Portal Soberano

Continua depois da Publicidade

O governador do Amazonas, Wilson Lima, lançou, nesta terça-feira (27/04), um pacote de ações em apoio à cultura e economia criativa, setor fortemente impactado pela pandemia de Covid-19, e sancionou a lei que cria o Auxílio Estadual no valor de R$ 600, divididos em três parcelas, para trabalhadores desse setor e das áreas do esporte e turismo. Aproximadamente 13 mil pessoas deverão ser beneficiadas com o auxílio. Todas as informações e critérios para receber o auxílio estarão disponíveis no endereço eletrônico auxilio.am.gov.br.

“A gente tem enfrentado as questões sanitárias. O estado do Amazonas tem conseguido dar uma resposta muito significativa nesse sentido. Mas, em razão de medidas que foram necessárias até por conta de diminuir o número de contaminados, as atividades econômicas acabaram sendo retraídas. Muita gente ficou prejudicada. Os segmentos do turismo, do esporte e também da cultura foram alguns dos primeiros a serem impactados. Então, hoje, nós estamos instituindo esse auxílio a esses profissionais”, explicou o governador.

Com objetivo de atender pessoas em situação de vulnerabilidade, devido aos impactos da pandemia de Covid-19, o pagamento do Auxílio Estadual segue alguns critérios. Assim, para ter acesso ao benefício, os trabalhadores da área da cultura, turismo e esporte não deverão ter trabalho formal ativo.

Continua depois da Publicidade

Também não serão contemplados aqueles que recebem benefício previdenciário, seguro-desemprego ou que sejam beneficiários de outro programa de distribuição de renda municipal, estadual ou federal. A exceção é a para beneficiários do Bolsa Família, que poderão acumular o recebimento do auxílio que será pago pelo Governo do Amazonas.

O pagamento do auxílio ficará condicionado à verificação de elegibilidade do beneficiário. A lista com os nomes das pessoas contempladas será divulgada pelo Governo do Amazonas.

Continua depois da Publicidade

“O Governo do Amazonas está trabalhando para amparar aquelas pessoas que mais precisam, num momento em que a gente está retomando as nossas atividades econômicas. É o Estado, mais uma vez, dando demonstração de compromisso, juntamente com a Assembleia Legislativa, com a Câmara de Vereadores que está aqui nesse momento, estendendo essa mão para dar uma ajuda a essas pessoas que foram tão prejudicadas”, destacou o governador.

Turismo – Para o setor de turismo, o Auxílio Estadual deve alcançar 562 trabalhadores, sendo 378 guias de turismo e 184 cooperados – canoeiros, piloteiros, barqueiros e outros, segundo a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur).

Continua depois da Publicidade

Os beneficiários precisam estar registrados e regularizados no sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas do Ministério do Turismo, o Cadastur, ou associados a uma das 10 cooperativas do transporte fluvial turístico. Terão direito ao benefício os profissionais que atuam como pessoa física e Microempreendedor Individual (MEI).

Esporte – O Auxílio Estadual vai beneficiar, ainda, cerca de 5 mil profissionais de educação física inscritos no Conselho Regional de Educação Física e atletas e paratletas, selecionados por meio das 70 federações ativas no estado.

De acordo com a Fundação Amazonense de Alto Rendimento (Faar), será firmado acordo de cooperação com as entidades representativas dos profissionais de educação física e dos atletas para a execução do programa. O beneficiário terá que assinar autodeclaração para receber o auxílio.

Os atletas deverão ser maiores de 18 anos e os paratletas devem ter a idade mínima de 14 anos, e deverão estar vinculados a federações paralímpicas. É necessário ter atuado na área esportiva nos 24 meses anteriores à vigência da lei que cria o auxílio. A comprovação será por meio de documentos hábeis e autodeclaração.

Pacote cultura e economia criativa – A estimativa da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa é a de que 7,5 mil trabalhadores do segmento recebam o auxílio. Somado o auxílio, todo investimento está estimado em R$ 20,4 milhões. O recurso é oriundo da redistribuição de recursos previstos para realização de grandes eventos que estavam no calendário da secretaria.

O pacote de ações da cultura e economia criativa contempla repasse de recursos para municípios, lançamento de editais para realização de atividades artísticas de conteúdo virtual e para aquisição de obras de arte e acervo bibliográfico.

Os municípios poderão obter recursos para gestão de editais exclusivos para os trabalhadores do setor. Para isso, a secretaria vai abrir credenciamento para que solicitem o recurso, cujo montante levará em consideração faixa de valores de acordo com o número de habitantes do município.

Serão investidos R$ 3 milhões nessa ação com municípios, que deverão apresentar Plano de Ação com o cronograma e projeto de utilização do recurso, que será avaliado e deverá atender os critérios indicados no Edital de Credenciamento.

Editais – O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, lança três editais que devem beneficiar até mil trabalhadores da cultura. As minutas estão disponíveis para consulta pública em cultura.am.gov.br.

O edital para realização de atividades artísticas de conteúdo virtual deve selecionar até 600 propostas, que devem receber, cada uma, R$ 1,9 mil. Ao todo, serão investidos R$ 1,140 milhão na premiação.

Também será lançada uma chamada pública para aquisição de até 250 obras de arte de variadas linguagens artísticas para incrementar o acervo e reserva técnica da Pinacoteca, museus e demais equipamentos culturais do Estado que são administrados pela Secretaria. O valor a ser pago pelas obras selecionadas será de R$ 2 mil, totalizando um investimento de R$ 500 mil.

Haverá, ainda, um edital para seleção e aquisição de acervo bibliográfico de produção amazonense a fim de estimular a geração de renda para escritores do estado, bem como incrementar as atividades do Programa Mania de Ler e o acervo das bibliotecas e salas de leitura administradas pela pasta. O total de investimento deste edital é de R$ 180 mil para seleção de até 150 títulos.

 

*Com informações da assessoria de imprensa.