Pauderney defende a segurança jurídica para preservação dos empregos no Polo Industrial de Manaus

“Precisamos estar atentos e trabalhar pelo desenvolvimento do nosso Amazonas”, disse o pré-candidato.

Portal Soberano

Com os empregos do Polo Industrial de Manaus (PIM) em risco, o pré-candidato a deputado federal Pauderney Avelino (UB), voltou a defender a segurança jurídica para resguardar os investimentos no Amazonas através da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Continua depois da Publicidade

Nesta segunda (1º) e terça-feira, 2/7, Avelino visitou as fábricas GBR Componentes da Amazônia e MDG Indústria e Comércio de Plásticos para acompanhar a realidade das empresas e trabalhadores do Estado.

“Faço questão de visitar cada empresa para ver a realidade. Estamos sofrendo um ataque contra a Zona Franca de Manaus, tirando competitividade e recursos da nossa região. O nosso modelo precisa ser preservado pois estamos em um local diferente dos outros estados e 80% de toda riqueza do Amazonas é feita aqui em Manaus, no Polo Industrial. O governo federal está gerando insegurança jurídica impedindo a geração de novos empregos, além da atividade industrial como, por exemplo, comércio, serviço e outros. Precisamos estar atentos e trabalhar pelo desenvolvimento do nosso Amazonas”, disse Pauderney.

GBR

Continua depois da Publicidade

Em visita à GBR, Pauderney foi recebido pela diretora da empresa, a ex-deputada federal e ex-superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), Rebeca Garcia, e também conversou com trabalhadores.

“Receber o pré-candidato Pauderney é uma ótima oportunidade para debatermos a importância da representatividade em Brasília para a defesa do modelo ZFM em momento de grande ameaça aos incentivos”, disse Rebeca.

Continua depois da Publicidade

* Com informações da assessoria de imprensa