Ronaldo Tiradentes diz que vai denunciar Eduardo Braga ao STF por intimidação

afirma que está sob censura após o senador conseguir decisões judiciais que proíbem o jornalista de citar seu nome.

Portal Soberano

O jornalista e radialista, Ronaldo Tiradentes, afirmou nesta segunda-feira (31) que vai denunciar o senador Eduardo Braga (MDB-AM) ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, por tentativa de intimidação. Ele afirma que seus veículos de comunicação estão sob censura imposta pela justiça amazonense, composta em grande parte por magistrados nomeados pelo emedebista, quando foi governador, ou por seus aliados políticos.

Continua depois da Publicidade

De acordo com Tiradentes, o senador teria mandado uma oficial de justiça acompanhada de policiais para caçá-lo em sua casa e empresa com intuito de notificá-lo sobre uma medida judicial referente a decisão do desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Elcy Simões de Oliveira, que determinou ontem (30) o imediato recolhimento de carros de som das ruas da cidade, de propriedade da AMZ Produções, empresa ligada à família do radialista, que estão propagando mensagens contra o senador em Manaus. O magistrado fixou, ainda, multa de R$ 100 mil caso Ronaldo descumpra a medida judicial.

Ronaldo Tiradentes alega que não estava previsto o acompanhamento de força policial na notificação e ele viu a medida como forma de intimidação. A oficial de justiça o procurou acompanhada ostensivamente de dois PMs.

“Apenas com o caráter de me intimidar, me ameaçar, mostrar o poder do imperador Eduardo Braga. Vocês vão ver a que ponto o senador exerce o poder de pressão e de intimidação. Eu estou aqui denunciando este abuso e vou denunciar ao presidente do Supremo Tribunal Federal o que está acontecendo no Amazonas”, disse.

Continua depois da Publicidade