Wilson Lima diz que Eduardo Braga agiu a base de ameaças para incluir seu nome no relatório final da CPI da Covid

Braga é adversário político de Wilson Lima e deve concorrer ao governo do Amazonas em 2022.

Portal Soberano

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), criticou nas redes sociais a postura do senador Eduardo Braga (MDB/AM) por usar de politicagem para incluir seu nome com indiciado no relatório final da CPI da Pandemia, elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), e votado, nesta terça-feira, 26.

Continua depois da Publicidade

A inclusão do nome de Wilson Lima aconteceu após pedido de Braga, que teria indicado votar pela não aprovação do relatório da CPI caso não tivesse a recomendação acatada. Além de Lima, o ex-secretário de saúde do estado, Marcellus Câmpelo, também foi adicionado.

“Eduardo Braga está agindo da forma que os amazonenses já conhecem. À base de ameaça para incluir meu nome no relatório da CPI, prometendo não votar caso não consiga o que quer. Ele quer incluir meu nome no relatório final – mesmo sabendo que não fui sequer investigado pela CPI”, disse o governador.

Braga é adversário político de Wilson Lima e deve concorrer ao governo do Amazonas em 2022. O senador tenta há anos voltar a comandar o Estado mas enfrenta uma barreira de rejeição muito forte entre eleitores por ter a imagem já desgastada e o nome envolvido em várias investigações da Justiça Federal. Braga também tenta se vender como um defensor do Amazonas durante a pandemia mas foi um dos principais apoiador da abertura do comércio em Manaus, quando a capital foi atingida pela nova variante do novo coronavírus, em dezembro do ano passado.

Continua depois da Publicidade