Vereadores movem ação judicial para barrar David Reis de gastar R$ 32 milhões do dinheiro público na construção de anexo na CMM

Segundo Rodrigo Guedes, o valor da nova obra é tão exorbitante que daria para pagar auxílio emergencial a quase 20 mil famílias durante um ano inteiro.

Portal Soberano

Os vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC) anunciaram nesta quinta-feira (16) que darão entrada em uma Ação Judicial para impedir o andamento da construção de um prédio anexo na Câmara Municipal de Manaus (CMM), que custará de R$ 32 milhões aos cofre públicos, proposta pelo presidente da Casa, vereador David Reis (Avante), que já está em fase de licitação, mesmo não sendo uma necessidade da população.

Continua depois da Publicidade

Dos 41 vereadores, Rodrigo e Amom foram os únicos que se manifestaram contra a nova obra. Guedes considera desnecessária e imoral a ampliação dos gabinetes dos parlamentares em face das necessidades da população manauara, como emprego e renda, e, até mesmo alimentação e moradia.

“Nossa ação está sendo embasada de várias vertentes éticas para que a gente demonstre de forma inequívoca para o poder judiciário que está obra não pode acontecer”, disse Rodrigo.

“Esse recurso, de fato está no orçamento da Câmara Municipal de Manaus, numa análise única e exclusivamente orçamentária está dentro da possibilidade de fato da Câmara utilizar esse recurso para a construção desse prédio, só que como eu disse na tribuna absolutamente nada impede que o presidente da CMM, se assim desejar, enviar o recurso para a prefeitura de Manaus para ser utilizado e aplicado de N formas diferentes”, completou.

Continua depois da Publicidade

De acordo com Guedes, se David Reis desistisse de construir o novo anexo e resolvesse aplicar o dinheiro em auxilio emergencial para a população, por exemplo, daria para pagar quase 20 mil famílias durante um ano inteiro.

“Antes dessa ação judicial estar tramitando nós fazemos mais um apelo ao presidente da CMM, vereador David Reis para que que demova dessa ideia”, frisou.

Continua depois da Publicidade

Amom também reforçou que com o dinheiro que o presidente da CMM quer gastar daria para construir cerca de 700 casas no Conjunto Cidadão Manauara 2.

*Com informações do Portal AM POST

Continua depois da Publicidade