Codam aprova R$1,8 bi em investimentos para o Amazonas

Para o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico da Sedecti, Renato Freitas, a aprovação dos investimentos nesta pauta do Codam, demonstra que o Amazonas tem se tornado um “porto seguro” para investimentos produtivos.

Portal Soberano

Um volume de R$1,8 bilhão em investimentos previstos para os próximos três anos foi o aporte total aprovado na 291ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam). A estimativa de geração de novos postos de trabalho é de 1.287 vagas, sendo 1.021 de mão de obra direta e 266 de mão de obra indireta, além de outros 547 postos que serão remanejados pelas indústrias durante os próximos três anos.

Continua depois da Publicidade

“É um volume expressivo de novos investimentos que demonstram a confiança dos investidores no estado do Amazonas”, afirmou o governador Wilson Lima.

Na pauta da Reunião foram aprovados pelo Codam o total de 32 projetos, sendo 13 de Implantação, 13 de Diversificação e 6 de Atualização. Os investimentos aprovados correspondem a segmentos diversificados da indústria, dentre eles estão: eletroeletrônicos e de informática; eletrodomésticos; comunicação; ferragens; açougues; plásticos e laminados.

Para o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, que presidiu a reunião, o resultado foi “muito proveitoso com a participação dos conselheiros, com muitas ideias boas e que permitem o desenvolvimento de nosso Estado, seguindo a proposta do nosso Codam”.

Continua depois da Publicidade

“Aqui (no Amazonas) temos muito espaço para investimentos e é importante saber que nós aqui fazemos o abastecimento de todo o país e não só de Manaus, com vários produtos como é o exemplo de condicionadores de ar e de televisores. E, também, podemos verticalizar alguns mercados que já estão aqui, como, por exemplo, as bicicletas que ainda não é tão verticalizado como acontece com o mercado das motocicletas; e isso é muito importante para a nossa economia local”, destacou o secretário.

A 291ª Reunião do Codam aconteceu na manhã desta quinta-feira (19/08), em formato híbrido: presencial para os conselheiros e imprensa na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), localizada na Avenida Joaquim Nabuco, centro; e, também, em modo virtual para o público em geral com transmissão pelo canal da Sedecti Amazonas no YouTube.

Continua depois da Publicidade

Investimentos – Nesta edição do Codam, três projetos apresentaram os maiores investimentos para o Amazonas. Dentre elas estão: a Samsung com dois projetos de Atualização com o total de R$1.080.912.922,08, com projeção para a criação de 225 novos postos de trabalho, além de outras 310 vagas que serão remanejadas. A Foxconn com o aporte de R$228.930.299,17, com um projeto de Implantação e estimativa de geração de 241 novos postos de trabalho diretos e de 89 vagas indiretas. E o terceiro maior projeto foi a Flextronics, que apresentou investimento de R$104.590.564,62, para o projeto de Diversificação com estimativa de criação de 101 novas vagas de mão de obra direta e de 11 vagas indiretas.

Para o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico da Sedecti, Renato Freitas, a aprovação dos investimentos nesta pauta do Codam, demonstra que o Amazonas tem se tornado um “porto seguro” para investimentos produtivos.

Continua depois da Publicidade

“Seja na Zona Franca de Manaus, seja no interior do Estado, existe a segurança jurídica e o ambiente de negócios que são indispensáveis para a efetivação de investimentos na produção, impactando na geração de emprego e renda para a nossa região”, ressaltou Freitas.

Na opinião do vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, que na oportunidade representou o presidente Antônio Silva; os investimentos aprovados no Codam são essenciais, principalmente, em função do momento delicado que a economia vem passando.

“Cada projeto significa mais investimentos, tecnologia e criação de empregos para nossa região, principalmente, nesse momento onde todos estamos precisando. É muito importante a regularidade das realizações dessas reuniões. A quantidade é grande de desempregados, mas na medida do possível, a parte industrial, com certeza, está tentando primeiro manter esses projetos que são atualizados. Segundo é fazer com que os projetos que foram aprovados, sejam executados o mais rápido possível para poder absorver essa mão de obra”, opinou o empresário.

Interior – Para o interior do Amazonas, o município contemplado com investimentos nesta edição do Codam foi Iranduba, na Região Metropolitana. O projeto aprovado foi o de Implantação da empresa Falcão Indústria de Alimentos Ltda, que irá produzir “partes e miudezas comestíveis e subprodutos de bovinos oriundos da indústria frigorífica”.

O investimento da empresa para aquele município é da ordem de R$20 milhões, estimados para os próximos três anos. A projeção é de geração de 46 novos postos de trabalho diretos e de 14 indiretos.

Na avaliação do secretário titular da Sedecti, Jório Veiga, os projetos de Implantação para o interior demonstram que os esforços do Governo do Amazonas para a interiorização dos investimentos, apresentam bons resultados.

“Temos um projeto para o setor alimentício de Iranduba e é sempre bom quando a gente tem uma cidade fora de Manaus que privilegia o agronegócio. Vemos que a piscicultura também começa a se desenvolver e em função disso. Com esses investimentos, a gente atende mais pessoas no interior. Esses projetos são bons para o crescimento do Estado”, ressaltou Veiga.

Codam – O Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) é um órgão colegiado vinculado ao gabinete do governador do Estado, por força de Lei nº 2.032 de 2 de maio de 1991, regulamentado pelo Decreto nº14.168 de 8 de agosto de 1991, tendo o governador como presidente e o secretário titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) como vice-presidente.

O Conselho tem por objetivo avaliar os projetos de empreendimento privados que são submetidos para análise e aprová-los, quando estes cumprirem com todas as formalidades e colaborarem para o desenvolvimento do Estado do Amazonas.

O calendário anual de reuniões do Conselho está disponível na página da Sedecti (www.sedecti.am.gov.br) na aba “Codam”. As próximas reuniões do Conselho acontecem em outubro e dezembro de 2021.

*Com informações da assessoria de imprensa