Deputado Serafim repudia intimidação de Bolsonaro com exibição de tanques militares

O parlamentar afirmou que confia nas ações do STF (Superior Tribunal de Justiça) e TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para fazer valer a vontade popular.

Portal Soberano

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) repudiou, na manhã desta terça-feira (10) a tentativa de intimidação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao Congresso Nacional, com a exibição de tanques militares na Esplanada dos Ministérios, no dia em que a PEC do Voto Impresso será apreciada.

Continua depois da Publicidade

“Reafirmo aqui minha manifestação de desconforto, de sentimento de agressão à democracia que vivemos em decorrência dessa desnecessária e absurda manifestação que o presidente da República pratica. Ele provocou esse desconforto envolvendo as Forças Armadas que são aparelho de estado e nunca aparelho de governo”, disse Serafim durante sessão na Assembleia do Amazonas.

O parlamentar lembrou o duro mês de abril de 1984, em que o voto direto, da chamada Emenda Dante de Oliveira, foi derrotado em plenário e abriu caminho para as eleições indiretas.

“Naquela altura, inspetores da ditadura, presidente João Figueiredo e o comandante militar do Planalto Nilton Cruz, decretaram medidas de emergência. Tanques vieram para as ruas, em Brasília, e o general Cruz, montado em um cavalo branco, fez espetáculo de exibicionismo para constranger o Congresso. O Congresso se ajoelhou e não aprovou as Diretas Já, mas abriu caminho para eleição indireta com Tancredo Neves e José Sarney, no colégio eleitoral, o que traria a constituinte de volta à redemocratização. De 1988 até os dias de hoje, são 33 anos de regime democrático, os mais longos da nossa história”, lembrou.

Continua depois da Publicidade

O líder do PSB na Assembleia do Amazonas ainda disse que hoje assistimos à reedição daquele abril de 1984, com os resquícios do período ditatorial como forma de intimidação, e que a Câmara dos Deputados tem o poder de sepultar de vez “essa história do voto impresso”.

“Essa história de que é uma trágica coincidência (a exibição de tanques militares) não cola, porque na verdade o que houve foi uma intimidação clara. Confio muito nos políticos que compõem a Câmara dos Deputados, que haverão de sepultar de vez toda essa tentativa de tumultuar o nosso processo eleitoral, que é um dos mais avançados do mundo”, defendeu o parlamentar.

Continua depois da Publicidade

Serafim afirmou que confia nas ações do STF (Superior Tribunal de Justiça) e TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para fazer valer a vontade popular.

“Quero deixar aqui a minha renovação de fé na democracia. Minha renovação de confiança no Congresso Nacional. A urna eletrônica começa em Manaus há 40 anos, na Utam (Universidade de Tecnologia da Amazônia). Fim do voto impresso! Vamos derrubar com larga margem de voto, hoje, a PEC, e repudiar a agressão do presidente Bolsonaro ao Congresso Nacional e aos poderes legitimamente constituídos”, concluiu.

Continua depois da Publicidade

*Com informações da assessoria de imprensa