Braga já foi acusado de cobrar propina

O ex-governador fazia “jogo duro” quando o suborno atrasava.

Portal Soberano

Em 2016, durante a Operação Lava Jato, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) foi acusado em delação premiada dos empresários Clóvis Peixoto Primo e Rogério Nora de Sá, ex-executivos da construtora Andrade Gutierrez, responsável pela obra da Arena da Amazônia, em Manaus, de “cobrar propina” e revelaram que havia uma combinação, que ocorreu durante os oito anos do governo de Braga, do pagamento de suborno de 10% sobre o valor de cada obra da empreiteira.

Continua depois da Publicidade

O empresário Clóvis Pinho declarou, à época, que Eduardo Braga fazia jogo duro, caso houvesse atraso no pagamento da propina. O senador teria recebido entre R$ 20 e R$ 30 milhões, segundo estimativa de Sá. O ex-governador e atual senador Omar Aziz também foi citado.

Eduardo Braga afirmou em nota, na época, que a denúncia era “absurda”, e que estava indignado e se sentindo ofendido com as acusações.

Eduardo Braga foi governador do Amazonas durante os anos de 2003 a 2010.

Continua depois da Publicidade

Leia mais em: https://ampost.com.br/tbt-am-post/tbt-eduardo-braga-ja-foi-acusado-por-delatores-de-ser-jogo-duro-na-cobranca-de-propina-atrasada/