‘Cine Sem Sair de Casa’ apresenta documentários de Ari Santos

Exibição acontece neste sábado (1º/05), às 19h.

Foto: Divulgação

 

Portal Soberano

Continua depois da Publicidade

Quatro documentários do cineasta Ari Santos serão apresentados neste sábado (1º/05), no “Cine Sem Sair de Casa”, projeto do Governo do Amazonas que apresenta obras de realizadores amazonenses. A transmissão dos filmes será realizada por meio do Facebook da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam), às 19h.

“Nômades Urbanos”, “Filhos do Haiti”, “Artistas – Um Espetáculo Urbano” e “Parque Amazonense: um conto do futebol clássico” são as obras que fazem parte da mostra. Com temáticas sempre humanizadas, o cineasta amazonense apresenta histórias de vida de personagens à margem da sociedade e, também, resgata relatos de grandes acontecimentos do passado.

Em “Nômades”, produção de 2007, Ari apresenta personagens que viajam o país vendendo artesanato e o preconceito que sofrem por parte da sociedade. No documentário “Filhos do Haiti”, de 2011, o cineasta nos mostra o cotidiano de haitianos que tiveram de se adaptar a Manaus, em busca de um recomeço no Brasil, após o forte terremoto que acometeu o país caribenho em 2010.

Continua depois da Publicidade

“Artistas – Um Espetáculo Urbano”, de 2013, evidencia os artistas de rua que protagonizam espetáculos no meio do trânsito. Um malabarista, um saxofonista e uma estátua humana são os personagens. E em “Parque Amazonense: um conto do futebol clássico”, Ari conta a história do estádio que um dia foi considerado o mais importante do futebol amazonense e que protagonizou partidas inesquecíveis.

‘Cine Sem Sair de Casa’ – Com início em 2020, o projeto “Cine Sem Sair de Casa” disponibiliza um catálogo de mais de 20 filmes no Facebook da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam), roteirizados e dirigidos por Sérgio Cardoso.

Continua depois da Publicidade

Entre os destaques estão documentários sobre os artistas Óscar Ramos, Roberto Evangelista, Joaquim Marinho, Jair Jacqmont, Hahnemann Bacelar, personalidades do esporte como Carlos Zamith, e lendas do teatro amazonense como Luiz Vitalli e Selma Bustamante.

Neste ano, em nova temporada, que teve início no dia 30 de janeiro, já foram exibidos os documentários “Edney Azancoth – Memórias de Actor Amazonense”; “Ventríloquo Oscarino e seu boneco Peteleco”; “Jandr Reis – Abstração da Flora Amazônica”; “O Inesquecível Mário Jorge Bittencourt”; e “Pepeta – Coração de Campeão”.

Continua depois da Publicidade

No mês de março, o projeto iniciou a exibição de mostras de cineastas amazonenses e já apresentou obras de Anderson Mendes, Erismar Fernandes, Dina Silva, Moacy e Jairo Freitas, Zeudi Souza, Castro Jr., Izis Negreiros e Márcio Nascimento.

‘Cultura Sem Sair de Casa’ – Iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o “Cultura Sem Sair de Casa” disponibiliza diversas atividades, tais como Gincana do Livro; documentários; cursos completos de Teclado, Violão, Desenho; e até espetáculos direto do palco do Teatro Amazonas.

São oferecidas aulas virtuais por meio do projeto “Praticarte”, com professores do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro; performances dos Corpos Artísticos; além de exposições, visitas virtuais e muito mais.

 

*Com informações da assessoria de imprensa.