“É faltar com respeito ao povo brasileiro”, diz Wilker sobre Omar Aziz presidir a CPI da Pandemia no Senado

Ambos os senadores respondem na Justiça por suspeitas envolvendo desvio de recursos públicos.

Foto: Divulgação

 

Portal Soberano

Continua depois da Publicidade

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) se pronunciou contrário aos senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Renan Calheiros (MDB-AL), indicados para a presidência e para a relatoria da CPI da Covid no Senado, que vai investigar a conduta de autoridades e o uso de verbas federais no enfrentamento da pandemia. Ambos os senadores respondem na Justiça por suspeitas envolvendo desvio de recursos públicos.

Em um discurso duro no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta terça-feira (20), o deputado de oposição declarou que a presença de Omar Aziz, investigado pela Operação Maus Caminhos por desvio de R$ 104 milhões da Saúde do Amazonas, “é faltar com respeito ao povo brasileiro”.

“Como vai ser quando o presidente da CPI (Omar Aziz) perguntar para o depoente se ele desviou dinheiro da saúde? Quando chegar na hora do depoimento, o Renan (Calheiros) perguntar para o depoente se ele desviou dinheiro público? É faltar com respeito ao povo brasileiro”, discursou Wilker.

Continua depois da Publicidade

Ainda insatisfeito com as escolhas, o parlamentar de oposição ao governador Wilson Lima (PSC) voltou a pedir aos demais colegas de parlamento que assinem a instalação da CPI da Pandemia no Amazonas.

“Não podemos deixar que a sociedade veja uma CPI tão séria e tão importante ser conduzida e relatada por quem não tem idoneidade para presidir e relatar. Por isso, peço a instalação da CPI da Pandemia no Amazonas. Aqui (na Assembleia) nós temos condições de apurar com lisura”, propôs.

Continua depois da Publicidade

CPI da pandemia na Aleam – Com apenas duas assinaturas dos autores da proposição, Wilker Barreto e Dermilson Chagas, ambos do Podemos, a CPI da Pandemia no Amazonas continua engavetada desde o dia 16 de março, quando foi protocolada na Casa Legislativa. Para ser instaurada na Aleam, o pedido de abertura da CPI precisa de mais seis assinaturas para completar o mínimo de oito.

 

Continua depois da Publicidade

*Com informações da assessoria de imprensa.