Brasil registra queda na inadimplência em 2020

Em dezembro do ano passado, o número de negativados foi de 61,4 milhões pessoas.

Agência Brasil

Pela primeira vez em quatro anos, em 2020 houve queda no total de brasileiros inadimplentes. Em dezembro do ano passado, o número de negativados foi de 61,4 milhões pessoas.

Continua depois da Publicidade

Em abril do mesmo ano, pouco depois do início da pandemia, 65,9 milhões tinham contas vencidas e não pagas no país, o que representava 41,8% do total de brasileiros acima de 18 anos. Já no último mês do ano, esse índice caiu para 38,6% da população adulta.

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, os principais fatores que fizeram a inadimplência cair em 2020 foram o ingresso do auxílio emergencial na economia, as reduções das taxas de juros implementadas pelo Banco Central e uma postura mais flexível das instituições financeiras em renegociações de dívidas.

Do total de compromissos vencidos e não pagos, a prioridade dos brasileiros no ano passado foi quitar dívidas bancárias, explicou Rabi.

Continua depois da Publicidade

Os dados da Serasa Experian mostram ainda que o total de dívidas abertas por CPF caiu de 3,55% para 3,47% no fim do ano passado. O controle de gastos durante a pandemia também favoreceu esse cenário de queda da inadimplência. Esse é o caso do microempreendedor Luiz Fernando Toledo, que atua no ramo de corretagem de máquinas agrícolas.

Segundo o levantamento, o Amazonas apresentou a maior porcentagem da população inadimplente em dezembro de 2020, com 51,5%, apesar de ter registrado queda de 3 pontos percentuais com relação ao mesmo mês de 2019. 15 estados têm porcentagem de inadimplentes igual ou acima da média nacional de 38,6%, aponta a Serasa.

Continua depois da Publicidade