Homem é preso por estelionato que fez pelo menos dez vítimas na capital e no interior do AM

Ele utilizava um aplicativo de vendas on-line para contratar serviços para eventos festivos.

Redação AM POST

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), prendeu, no domingo (20/12), por volta das 20h, Raimundo Nonato Figueiredo de Lima, 44, em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato praticado contra, pelo menos, dez pessoas. A prisão ocorreu na avenida Tenente Roxana Bonessi, bairro Cidade Nova, zona norte da capital.

Continua depois da Publicidade

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (21/12), às 11h15, o delegado Torquato Mozer, titular do 30º DIP, informou que o homem utilizava um aplicativo de vendas on-line para contratar serviços para eventos festivos. Ele encomendava uma quantidade pequena de itens e pagava o valor à vista.

Porém, retornava com o vendedor e pedia mais itens, em alguns casos, todo o estoque. Como o indivíduo já havia pago a primeira remessa do pedido, os fornecedores alugavam maiores quantidades dos itens solicitados.

Conforme o titular, após conseguir os objetos, Raimundo além de não devolver e não pagar o valor acertado, vendia os itens (mesas e cadeiras) para terceiros. Ele também aplicava o golpe em municípios do Amazonas. Até o momento, foram identificadas cerca de dez vítimas, mas o trabalho policial está em andamento, é possível que o número seja maior.

Continua depois da Publicidade

“As investigações em torno do caso iniciaram cerca de um mês após Boletins de Ocorrência (BOs) serem registrados pelas vítimas que, no relato, informaram o modus operandi parecido nos golpes. A partir daí, os trabalhos policiais iniciaram para colher depoimentos, quando foi confirmado que se tratava do mesmo homem que praticava os golpes”, destacou a autoridade.

Segundo Mozer, o mandado de prisão preventiva contra Raimundo foi expedido no dia 18 de dezembro deste ano, pela juíza Eline Paixão e Silva Gurgel do Amaral Pinto, da Central de Inquéritos.

Continua depois da Publicidade

Procedimentos – Raimundo foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato. Após os procedimentos cabíveis na Distrital, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

* Com informações da assessoria de imprensa

Continua depois da Publicidade